50 sugestões para um novo ano

1.1.17

foto: tumblr

Todo início de ano a gente recebe uma onda de otimismo, de recomeço, de novos sonhos, novas metas... Ainda que você não seja muito dessas pessoas que acreditam que a virada do ano fará a vida mudar, não podemos negar que essa onda de otimismo é contagiante e lá no fundo do nosso coraçãozinho a gente deseja mesmo que alguma coisa mude, melhore, seja diferente nesse novo ano.

Pensando nisso, decidi fazer uma listinha com sugestões para fazer nesse ano e sair da famosa zona de conforto que engole e paralisa a gente. Muitas pessoas têm a vida corrida, pouco tempo livre e isso faz com que vá procrastinando muitas coisas. Outros (me incluo aqui) não têm a vida corrida, mas deixam que o dia a dia engula o ânimo e também acaba empurrando as coisas com a barriga. Daí a gente não faz o que precisa ser feito e quando vê: passou um ano e não fez nada, nada mudou.

Ano passado me comprometi a ler um livro por mês. Li um em janeiro e fiquei feliz. Comecei um em fevereiro e não terminei até hoje. Isso é vergonhoso demais! Eu tive tempo, tive lugar, tive oportunidade... me faltou o quê? Ânimo? Vontade? Não sei... sei que me faltou algo. Sei que no mês de fevereiro eu perdi alguma coisa que poderia ter me movido e feito de mim uma pessoa diferente o resto do ano.

Por isso, quero desafiar você (e principalmente eu mesma) a não deixar que os dias e a rotina desanimem e roubem essa energia positiva que está pulsando por dentro nesse início de ano. Vamos tentar fazer - e ser - diferente!

1. Coloque em dia aquele documento que está vencido/atrasado/perdido. Procure no Google como atualizar esse documento, tire um dia do mês de janeiro e vá atrás disso!

2. Renegocie aquela dívida que você está deixando acumular (IPVA; IPTU; cartão de crédito; boleto de alguma loja...), divida em algumas vezes e se esforce em pagá-la, deixando seu nome limpo e sua consciência tranquila de que não está devendo nada por aí.

3. Entre em contato com aquele amigo que tem muitos livros, vá visitá-lo e ainda peça alguns livros emprestados. Leia todos os livros que você pegar e devolva-os! Ou empreste seus livros que estão parados. Visite algum amigo e leve alguns livros, indique-os e empreste-os. Leia mais! Leia a bíblia. Leia Provérbios. Leia. E escreva também!

4. Devolva tudo o que não é seu e está na sua casa porque um dia você pegou emprestado e não devolveu mais (livro, CD, DVD, jogos, roupas, sapatos, acessórios...). Às vezes pode ser alguma coisa sem valor pra você, mas para o dono tem valor sim e a pessoa pode estar dias e dias ansiosa esperando para que você devolva, mas tem vergonha de pedir de volta.

5. Cancele aquele serviço que você não usa mais ou não usa tanto, mas paga por puro comodismo. Uma TV à cabo que você mal assiste; um serviço de streaming que você começou a usar outro, mas não cancelou o antigo; uma revista que chega na sua casa e você nem lê mais; uma conta em algum site que você nem acessa e nem usufrui...

6. Tenha momentos de comunhão. Chame alguns poucos amigos mais próximos e vá com eles num parque, leve música e comidinhas gostosas, tapetes grandes, almofadas... Sentem-se, conversem, comam, confraternizem. Ou ofereça um jantar/almoçar/tomar um café para algum amigo. Se você não se sente confortável em oferecer na sua casa, fale com um amigo e peça para ser na casa dele, mas não deixe de confraternizar com amigos numa mesa com coisas gostosas.

7. Experimente algumas comidas diferentes. Permita-se, desafie seu paladar, tenha menos preconceito com sabores.

8. Corte o cabelo. Não deixe que seu cabelo fique muito longo e sem vida, com pontas duplas e ressecadas. Corte, renove, sinta-se mais bonita, mais jovem, com cabelo bem cuidado!  E não seja escrava de chapinha ou secador. Use para sentir-se bem, mas não deixe que essas coisas controlem sua vida a ponto de um dia que não usar você comece a se sentir mal.

9. Conheça novas bandas, novas músicas... E ouça também aquelas músicas antigas que te fazem bem.

10. Não compre sapatos ou roupas só porque gostou, achou linda ou estava em uma promoção imperdível. Compre porque precisa. Não fique acumulando roupas. Use o que tem.

11. Não tenha vergonha de repetir roupas em festas ou no dia a dia mesmo. Se você se preocupa porque alguém vai reparar que você está repetindo roupa, o problema nessa história é a pessoa que repara isso e não você que está repetindo a roupa.

12. Vá ao cinema! Não deixe o ano passar sem ir ao cinema porque está caro demais e você vai esperar para ver no Netflix. Ir uma vez ou outra ao cinema não vai te deixar mais pobre.

13. Experimente fazer uma receita nova. Faça um bolo diferente, uma comida que nunca fez. Arrisque-se na cozinha.

14. Não deixe louça suja acumular na pia por muitos dias. Pia suja e cheia de coisas só desanima e dá sensação de que a cozinha inteira está desorganizada. Não precisa ser a louca da arrumação e da limpeza, mas não deixe pilhas de louças por muito tempo.

15. Arrume aquele cantinho que você tem acumulado coisas. Jogue o que precisa ser jogado. Desapegue. Venda o que pode ser vendido e guarde apenas o que você usa.

16. Se desfaça daquilo que você tem guardado por anos, mas ainda tem porque "vai que precisa usar um dia". Se está parado por muito tempo, a probabilidade de que você vá mesmo precisar daquilo é muito pequena.

17. Compre um presente para uma pessoa próxima que você gosta muito. Um presente aleatório, numa data aleatória. Não precisa ser nada muito caro, só uma lembrancinha como um chocolate ou uma flor. Coisinhas assim alegram o dia.

18. Vá ao médico. Se você paga plano de saúde, aproveite esse privilégio e marque médico para ver se está tudo bem com você. Eu sei, é um saaaaco procurar médico, marcar consulta, depois marcar exames, pegar esses exames, marcar consulta de novo e levar os exames para o médico ver. Mas faça! Tire pelo menos um mês do ano para cuidar disso. Muitas doenças são silenciosas e o quanto antes diagnosticar, melhor é. Reveja o grau do seu óculos, vá à ginecologista, marque consulta com um endocrinologista e peça informações sobre sua tireoide, procure um nutricionista se deseja mudar sua alimentação, vá a um psicólogo se você sente que está muito estressada, sobrecarregada ou apenas que precisa desabafar um pouco.

19. Não faça coisas sem acompanhamento de profissionais. Não faça exercícios sem um educador físico; não faça dietas por conta própria, você não conhece as necessidades do seu corpo e cortar por conta própria alguns alimentos pode prejudicar sua saúde; não compre complementos alimentares sem consultar um especialista.

20. Não indique remédios e dietas para as pessoas. O que deu certo pra você não necessariamente vai dar certo para seu amigo. Não dê diagnósticos para as pessoas baseados no seu conhecimento pessoal, que seu médico disse pra você ou que você leu no Google. Se alguém comentar contigo que tem sentido "isso e aquilo", indique um médico bom, mas nunca dê diagnósticos!

21. Mude sua forma de elogiar as pessoas. Não elogie pelo tipo físico, não fique comentando se a pessoa está magra ou gordinha. Se ela emagreceu ou engordou, sem saber da vida de fato. Só fale algo do físico de alguém muito íntimo e que você sabe da vida dela.

22. Fale palavras de incentivo e ânimo para quem você ama. Valorize o trabalho, elogie, incentive. Isso muda a vida e a forma da pessoa olhar para si mesma e para seu trabalho, principalmente se ela for uma artista. Nunca coloque ela contra e nem critique os colegas de trabalho.

23. Tire todas as roupas que você não usa mais do seu armário. Mesmo que seja uma roupa que você gosta muito! Se não usa, tire e doe, ou venda. Mas limpe seu armário!

24. Pague um sorvete para uma criança ou uma pessoa em situação de rua. Se você tem pouco dinheiro, essa criança ou pessoa tem ainda menos que você.

25. Ofereça seu tempo para ajudar em algum projeto social. Doe nem que seja algumas horas de um dia da sua vida para fazer algo relevante na vida de uma pessoa que precisa e você não conhece.

26. Acesse menos o Facebook. Fique pelo menos um dia na semana sem abri-lo (a não ser que você trabalhe com isso). A timeline do facebook à vezes gera irritação, depressão, raiva...

27. Não discuta por política com alguém. Ninguém muda o pensamento numa discussão. Se você ouvir um amigo ou parente falando coisas que você julga serem barbaridades, fique em silêncio e não retruque. Discussões só inflamam os ânimos e são nada eficazes.

28. Evite ler os comentários nos portais de notícias. A maioria desses comentários só nos trazem tristeza e raiva...

29. Arrume sua cama quando você acordar, ou alguma hora do dia. Camas arrumadas dão sensação de quarto mais aconchegante e assim você não fica sujando seu lençol.

30. Diminua o uso do celular quando deitar para dormir ou veja menos televisão no quarto.

31. Tome água de côco ou caldo de cana de vez em quando.

32. Conheça um restaurante novo.

33. Visite uma cidadezinha que seja turística perto de onde você mora. Ou vá a algum ponto turístico da sua cidade que você ainda não conhece.

34. Pare de acompanhar coisas que não te inspiram nem te fazem bem. Perfis no Instagram de pessoas que só viajam, que têm uma vida perfeita em praias e mansões, que compram coisas caras ou ganham milhares de presentes de marcas maravilhosas às vezes nos deixam mal. Não fique acompanhando essas coisas que te deixem pra baixo ou te façam querer ter uma vida que você não tem.

35. Não ligue, não mande mensagem, não fale com aquela pessoa tóxica, que já passou pela sua vida, mas que você tenta se afastar e nem sempre consegue. Não fique tendo contato com ex que te faz mal. Corte laços com pessoas abusadoras.

36. Peça ajuda! Se você sentir que está em algum relacionamento abusivo, fale para alguma amiga próxima e de confiança ou em algum grupo de meninas que se ajudam no facebook. Às vezes, sozinha não conseguimos fazer nada. É preciso ajuda. Não tenha vergonha de pedir ajuda!

37. Conheça pessoalmente pessoas que você só tem contato pela internet. Muitas dessas pessoas são incríveis e o encontro é maravilhoso! Não deixe de experimentar isso.

38. Não fique namorando por anos e anos e anos. Case-se! Ou rompa. Namoros muuuuuuuito longos geram comodismo, medo da solidão. Você se acostuma com a pessoa e já está com ela porque é melhor do que estar sozinha e não mais porque a ama e quer uma vida ao lado dela. Se você a ama a ponto de querer viver junto, case-se! Se você acha que é melhor estar com ela do que nada, entenda: estar sozinha é uma fase importantíssima na nossa vida e que precisa ser vivida!

39. Se você é solteira(o), faça uma viagem internacional sozinha! Planeje, pegue dicas, compre um pacote... mas vá para outro país sozinha. Conheça pontos turísticos, ande pelas ruas, converse com pessoas mesmo que você não entenda muito bem a língua. Viajar sozinha é ótimo para o autoconhecimento. Indico muito países como Chile, Argentina, Peru... ou até mesmo Espanha, França...

40. Se você é solteira(o), mora com os pais e trabalha, ganha seu próprio dinheiro: poupe! Guarde grana, faça uma poupança, compre algum imóvel e pague mensalmente... Faça alguma coisa, só não gaste todo o seu salário com bobeiras! Quando você casar você vai sentir falta de ter poupado uma boa grana, vai sentir falta de ter adquirido um imóvel...

41. Tire um dia para ficar de bobeira em casa. Vendo televisão, jogada no sofá, fazendo qualquer coisa, mas curtindo sua casa, seu lar.

42. Não fique procurando coisas de saúde no Google. O Google não te conhece, não sabe exatamente seu sintomas e às vezes o que você lê, você começa a sentir. Google não é médico, não informa sobre medicina. Tire dúvidas com médicos, não com o Google.

43. Não acredite em tudo o que você lê no facebook, no tuiter e no Google. Procure fontes seguras, não links de blogs e sites que você não conhece muito bem. E não tome como 100% verdade tudo o que você vê e ouve nos jornais também. Toda história tem mais de um, e você normalmente só fica sabendo de um lado, um ponto de vista.

44. Tenha plantinhas em casa. No mercado Pão de Açúcar sempre tem plantas e flores bem baratinhas. Mesmo que você ache que não "tem a mão" para cuidar delas, compre e tente. Plantas alegram e enfeitam a casa.

45. Reclame menos do clima. Se esforce nisso! Se estiver chovendo, ok, deixe que chova. Se estiver frio, ok. Calor, ok. Reclamar não muda nada do clima e te faz ficar mais intolerante.

46. Procure ou peça dicas para amigos de cursos novos de alguma coisa nova para você fazer! Estudar é bom e muitas vezes a rotina e até mesmo a preguiça nos impedem de ir atrás disso. Se não tem grana pra isso, procure algum gratuito, mas procure!

47. Compre argila e vez ou outra faça uma máscara facial. Coloque óleos essenciais na mistura e sinta-se bem em estar cuidando da sua pele, de você mesma!

48. Não menospreze nem despreze alguém publicamente. Cumprimente e se despeça das pessoas, ainda que você não goste muito de alguém ou essa pessoa tenha te machucado profundamente. Mesmo assim, não a despreze publicamente.

49. Adquira coisas de quem faz. Compre de pequenos produtores, de pequenos artistas, de pequenas empresas, de amigos empreendedores. Faça propaganda daquele seu amigo que está empreendendo, compre produtos dele ao invés de pedir de presente. Seja a primeira a incentivar, a propagar.

50. Não deixe que a falta de dinheiro te paralise.

Eu poderia listar mais umas 50 coisas para fazermos diferente esse ano, poderia fazer uma lista imensa, mas acho que posso parar por aqui e, talvez, no meio do ano faça um novo post com um balanço do que conseguimos fazer dessa listinha, o que deixamos pra trás, o que desanimamos e precisamos reanimar! E, quem sabe, nesse balanço inserir coisas novas.

Se você tem alguma sugestão para sermos - e fazermos - diferente em 2017, deixe aí nos comentários e vamos juntas nessa tentativa de manter acessa a chama do recomeço que a virada do ano acende em nós! ♥

você também pode gostar:

0 comentários

fala comigo! :)