Sobre paciência, tentativas e as receitas…

22.7.16

{Post Amigo}

 ...e como isso tem me ensinado pra vida.

Desde que comecei a cozinhar eu nunca imaginei chegar até onde estou. Para quem ainda não me conhece, fiz avanços incríveis e inimagináveis para quem era expert em ferver água

Comecei a postar as fotos do que cozinhava no Instagram (@tissasilva) porque as pessoas mais próximas a mim e que conheciam minha realidade não acreditavam no que eu tinha feito. Mas se tem algo que ainda me surpreende é o quanto estou (e ainda sigo sendo aperfeiçoada) a ter paciência.

Cozinhar é fazer tentativas que podem dar certo de primeira ou não. Cozinhar te tira do seu lugar comum, onde você estava bem seguro(a) e quentinho(a), porque envolve riscos. Ou a receita fica boa ou a receita fica de mais ou menos pra ruim e em ambos os casos é preciso humildade para compreender o que não deu certo, o que pode ser aprimorado e como avançar.


Tenho aprendido que assim como na cozinha, na vida é preciso ser humilde para aprender com as coisas simples ou que mudar de opinião nem é tão ruim assim.

Quando comecei a cozinhar, por exemplo, eu fazia de um jeito o bife de frango e achava que era a coisa mais saborosa do mundo (sabe de nada inocente!), até que vi um episódio do “Cozinha Prática” da Rita Lobo, onde ela ensinou a fazer uma salmoura ou soro mágico pro bife do frango de todo o dia.


Para você ter uma ideia esse passo simples que leva em torno de 20 minutos muda totalmente a forma de você comer um simples bife de frango. Adotei essa técnica pra vida!

Descobri nas minhas leituras que outras combinações funcionam bem tais como: molho shoyu e laranja, shoyu e leite de coco, suco de limão com manjericão e azeite. Que tal fazer uma tentativa e nos contar depois nos comentários?

Cozinhar tem dessas levezas. As lições que tenho aprendido são muitas e vão de encontro aos meus sentimentos e olhares sobre as situações ao meu redor. Sigo aprendendo a aperfeiçoar a paciência, a tentar e se algo dá errado respiro fundo e tento novamente, observando o que precisa ser melhorado.

Essa caminhada pelo mundo da culinária tem me rendido muitas histórias boas e espero que você esteja animado(a) a construir as suas histórias…

Até um próximo post!
Chris

você também pode gostar:

0 comentários