6 on 6 - Julho 2016

6.7.16

6 de julho de 2016, quarta-feira. Hoje, pelo rodízio de placas de São Paulo, nosso carro não pode circular pelas ruas da cidade por algumas horas determinadas. Como eu e marido tínhamos alguns compromissos na rua, fomos à pé.

Seguimos pelo viaduto Nove de Julho e subimos toda a Rua Augusta, rumo à Avenida Paulista. Além dos compromissos que tínhamos, queríamos comparecer a uma manifestação contra a violência, que teve como ponto de encontro o Vão Livre do MASP. #quantasfatimas 

Passamos pelo Shopping Center 3, comemos algo e saímos de lá com uma casquinha de sorvete na mão cada um. Enquanto degustava meu sorvete, pensei no 6 on 6 desse mês e tentei fazer umas fotinhos legais com o tema "Café com Sorvete" - já que meu grupo de blogs do 6 on 6 determinou que era tema livre, cada uma escolhe o que quiser. Passamos num Starbucks, tentei umas fotos de café, mas não gostei de nada e abandonei a ideia.

Estava com a cabeça fervilhando em relação à manifestação e seu motivo principal: a morte brutal de uma mulher jovem, esposa de um pastor, agente comunitária de saúde. O assassino, que desfigurou o rosto da vítima e abusou dela, está solto. O pastor ficou viúvo, com dois filhos e a injustiça. Um criminoso solto. Impune. A dor. Latente no peito de cada um de nós.

Saímos da manifestação e voltamos pra casa pela Rua Augusta, novamente. A famosa rua de São Paulo. Rua que fala, que agrega, que abriga tanta gente diferente. Uma rua múltipla. Escura, movimentada, que fala. Grita.

Os muros da Rua Augusta têm apelos, reflexões, poesias. Gritam a luta, a diversidade. Eu sempre passo pela Augusta escutando cada fala que salta dos muros aos meus olhos. Cada frase, verso, exigência, foto, choro, desabafo. Paro para ler. Penso para entender. Reflito. Engulo. E sigo.

E foi assim que tive a ideia de, então, fazer o 6 on 6 desse mês com imagens dos gritos. Trazendo voz às falas. Trazendo aos ouvidos de quem acessa aqui o que diz a Rua Augusta.

A Rua Augusta fala:







Uma pena serem só 6 imagens, porque a Rua fala muito mais do que essas seis fotos.

Mas por aqui é isso. Vejam também o 6 on 6 dos outros blogs que estão participando comigo. 

E se quiser ver o meu primeiro post 6 on 6, que foi no mês passado, só clicar aqui!

você também pode gostar:

0 comentários