Flores em vida... #PostAmigo

25.5.16

{Post Amigo}

(to sem meu computador, então vai mais um 
PostAmigo  pro blog não ficar muito 
tempo parado, né!?  quando meu
 computador voltar do conserto,  
prometo post sobre sorveterias! hehe)

Eu tenho o presente de ter bons amigos. Do tipo “vamos envelhecer juntos” e rir das nossas histórias juntos. Mas a Denise me marcou de uma forma especial e vou contar os motivos. Sempre trocamos presentes de todo tipo: plantas, flores, chaveiro, lixa de unha com estampa… Tudo o que nos fazia lembrar uma da outra, dávamos um jeito de chegar a cada uma. Era muito comum em nossas conversas falar sobre a importância de se fazer as coisas em vida. Flores era um exemplo. Por que só ofertar flores quando alguém morre? Por que só ter flores em ocasiões especiais? Viver não é uma ocasião especial também? E nossas conversas entravam a tarde inteira, sentadas na lanchonete preferida para nossos momentos “desabafo”. Partilhávamos uma com a outra nossas aflições do dia a dia , riamos e chorávamos enquanto comíamos. E depois sempre vinha a frase “sacode a poeira que amanhã é outro dia”, que fazia um sentido absurdo. E assim tocávamos a vida. E por razões que ninguém explica, Deus chamou a Denise de volta pra casa. Lembro até hoje o dia que soube da notícia. É muito doloroso enterrar uma amiga. Fiquei um tempo sem ter flores em casa, até despertar na minha mãe a paixão por orquídeas e aos poucos as flores foram entrando em casa novamente. Não só por causa da minha amiga, era algo que precisava fazer por mim. E mais ninguém podia fazer isso.


Nas idas ao mercado, um dia me peguei parada na sessão de plantas. Fiquei ali acho que uns 5 minutos, parada como uma estátua, olhando para as flores. Escolhi umas duas flores e coloquei no carrinho. Acho que as duas flores não chegavam a 5 reais, mas me senti tão bem por fazer isso! Quando cheguei em casa com as flores, vi no olhar da minha mãe uma gratidão e uma felicidade por um gesto tão simples. E as flores foram para a bancada. Depois desse episódio não deixo faltar  flores ou temperos na cozinha ou em qualquer outra parte da casa. E as ocasiões especiais são celebradas com muita alegria! É nítido na expressão das pessoas que vem nos visitar o encanto com as flores e plantas daqui de casa. Até a gente para e fica admirando as flores e plantinhas. Nessas idas e vindas da vida, aprendi (e sigo aprendendo) que temos que aproveitar o presente, os momentos hoje com quem amamos. Parece frase clichê, mas  na nossa correria e a tal famosa “falta de tempo” que é cultivada todos os dias, tem tirado de nós o tempo de qualidade com quem amamos. E, sinceramente, mude isso com todas as suas forças! Saia ou ofereça sua casa para tomar café, sorvete, ou para conversar com seus amigos, sua família, quem você ama ter por perto. Torne a vida de outras pessoas mais doce! E por que não ter flores em casa? Nos supermercados hoje tem muitas opções, para todos os bolsos.



Aqui em Brasilia recomendo uma visita a Central das Flores, que fica do lado de Ceasa. Tem plantas, mudas de temperos e flores de todos os tipos com preços camaradas. Quem sabe a gente não se encontra por lá?

RECEITA

Outro dia fiz um bolo de limão siciliano que é um convite para reunir as pessoas ao redor da mesa. A receita original é do Blog da Kitchen Aid e fiz uma breve modificação, que explico logo depois da receita.

Ingredientes
175g de manteiga
175g de açúcar
raspas de 2 limões sicilianos
suco de 2 limões sicilianos
3 ovos
250g de farinha de trigo com fermento

Cobertura (opcional)
175g de açúcar de confeiteiro
suco de 1 limão siciliano

Modo de preparo
Coloque a manteiga, as raspas de limão e o açúcar no bowl da sua Stand Mixer e bata, com a ajuda do fouet, na velocidade 4, por 1 minuto. Acrescente um ovo por vez enquanto bate, até obter um creme claro. Troque o fouet pela pá plana e acrescente, aos poucos, a farinha com fermento, assim como o suco de limão, ao bowl, batendo por 2 minutos até misturar bem. Despeje a massa em uma forma untada e leve para assar em forno preaquecido a 180°C por 40 minutos, ou até que esteja completamente assado.
Para a cobertura, coloque o açúcar no bowl da sua Stand Mixer e vá acrescentando, aos poucos, o suco de limão enquanto bate. Você vai obter uma calda clara e uniforme. Assim que o bolo estiver assado, despeje a cobertura e deixe secar. Ela ficará firme e crocante, com um sabor açucarado.


Como não uso farinha com fermento (porque não gosto mesmo) misturei na farinha de trigo 1 colher (sopa) de fermento em pó. Depois que bati a massa, acrescentei 1 colher (sopa) de limoncello (que é licor de limão siciliano) e 1 colher (sopa) de semente de papoula para fazer uma graça a mais. E por cima fiz uma cobertura com açúcar de confeiteiro e suco de limão siciliano que é bem suave. Mas se você não tiver os ingredientes que comentei, não desanime e faça o bolo. Com certeza vai ser um momento bem significativo para vocês!

Até o próximo post!
Com carinho e lutando por uma vida mais doce!
Chris

---------
*Chris é uma conhecida das redes sociais. Foi a primeira pessoa a fazer o {Post Amigo} aqui no CaféComSorvete. Tem post dela aqui e aqui. Que gostoso está sendo aprender um pouco sobre a arte de cozinhar com ela e toda a mudança que isso proporcionou na vida dela! Além de valorizar os momentos com pessoas que amamos. 

você também pode gostar:

0 comentários