Twinsters - Sobre gêmeos, adoção, separação e reencontro.

12.2.16

Tenho um encantamento inexplicável por gêmeos. Sempre fui fascinada pelo fato de existirem duas pessoas fisicamente idênticas. Mesmo quando não são idênticas, há uma ligação muito grande, são geradas no mesmo ventre, ao mesmo tempo. É uma conexão muito forte! Acho misterioso, bonito. Desde criança tenho a vontade de ter uma irmã gêmea, hahaha... (verdade!). Até hoje fico pensando como deve ser intrigante ter alguém idêntico a mim.

Quando ainda era criança, minha mãe comentou que amamentou duas meninas, gêmeas, que nasceram no mesmo dia e na mesma maternidade que eu. Desde que soube dessa história sou curiosa para conhecer essas meninas. Mas não temos nenhuma informação delas. Eu fico, então, com minha imaginação e curiosidade. Ter irmãs de leite e elas serem gêmeas já é muito fascinante pra mim. <3

Também mexe muito comigo o assunto adoção. Sempre que tiveram a oportunidade, meus pais apadrinharam uma criança do orfanato e eu sempre gostei muito dos finais de semana que a criança ficava em casa. Ela vinha na sexta à noite e levávamos de volta no domingo, mais ou menos isso. Nesse tempo, a criança vivia com a gente, como parte da família. Minha mãe nutre a vontade de adotar, mas infelizmente isso não aconteceu (ainda, quem sabe, né?!).

Mas... por que estou falando de gêmeos e de adoção? Porque esses dois assuntos são tratados no documentário Twinsters, e isso me chamou muito a atenção, claro!



Foi filmado com câmera profissional, celular, gopro e webcam, tem uma fotografia que achei linda e é dirigido por uma das personagens. Os takes, movimentos de câmera, tudo me prendeu à história. História essa que fala de duas meninas fisicamente idênticas, só que uma mora em Londres e a outra em Los Angeles!


Anaïs Bordier é estudante de moda, nasceu em 1987, em Buran, na Coreia do Sul. Foi adotada, viveu na França e em 2013 estava morando em Londres.
Samantha Futterman é atriz. Nasceu em 1987, também em Buran, na Coreia do Sul. Foi adotada por uma família de Los Angeles. Onde vive.

Um amigo de Anaïs, aparentemente bem viciado em assistir vídeos na internet, viu um vídeo que Samantha (Sam) gravou com um amigo. Ele estranhou  tamanha semelhança entre Sam e sua amiga, deu print no vídeo e postou no facebook da Anaïs. É a partir daí que a história se desenvolve. Anaïs tenta contato com Sam pelas redes sociais, até que Sam lê uma mensagem no tuiter pedindo que olhasse suas mensagens de facebook. E é pelo facebook que elas têm o primeiro contato. Ali surge a suspeita de que são irmãs gêmeas e que foram separadas.

foto que tirei da TV, como vcs podem ver. rs
As redes sociais têm bastante destaque e importância. Se você é ligado em skype, iMessage (tipo whatsapp), vai curtir a edição e acompanhar com bastante familiaridade o decorrer da história. Tem muitas cenas delas conversando pelo skype e dos balõezinhos de mensagens pulando na tela.

É uma história real e envolvente, que fez com que eu compartilhasse dos mesmos sentimentos das personagens: felicidade, ansiedade, tristeza, curiosidade, decepção, surpresa, e por aí vai! Toda a história é resumida em 1h28m e mostra o primeiro contato das duas, a suspeita de que são gêmeas, o contato com agência de adoção de onde vieram, as famílias, mãe biológica, primeiro encontro delas, DNA, uma viagem juntas, o assunto adoção, de como esse assunto não é bem resolvido para uma delas... No fim a gente ainda fica com aquela vontade de ser amiga das duas, de saber mais da história delas e de como elas seguiram a vida a partir de então.


O legal é que ambas estão nas redes sociais e o documentário também têm fanpagesite e tuiter (todos em inglês). 

Encontrei o trailer, mas infelizmente não tem legenda. Procurei e não achei nenhum que fosse legendado. Mas assiste aí que vale pelas imagens! <3



O documentário teve estreia mundial no dia 17 de julho de 2015. Foi dirigido pela própria Sam! Fala se não dá vontade de ser amiga delas? hehe...

Ah! Tem no Netflix. Eu super recomendo! Assistam!!!
(Posso pedir pra que voltem aqui pra me contarem o que acharam?)

POP ;*

você também pode gostar:

0 comentários

fala comigo! :)